quarta-feira, 29 de outubro de 2008

SoOoL 27/10

Olho o sol... O mesmo que se escondia há dias...
Hoje volta a brilhar no céu... Vem me dar alegria...
Meu suor é o mais forte sinal de recepção do calor...
Minhas mãos tão geladas se aquecem com voracidade...
Minha alma queima de prazer.
As nuvens tão belas e brancas cedem o espaço tão bem reservado a ele.
A lua mantém-se a espera da escuridão para assumir seu lugar e impor sua beleza...
Aqueles olhos são como o sol...
Minha alma sente-se queimar cautelosamente...
O seu brilho também me aquece... Me fascina.
Um olhar brando me encanta... Me seduz... Me prende...
Me faz querer olhá-lo novamente... E outra vez... E para sempre!
O calor do sol... A soberania da lua... e a beleza daquele olhar, são o sentido da minha vontade de viver...

sábado, 25 de outubro de 2008

18...

Mais um passo em minha vida.
Uma nova história.. Vários personagens..
Mudanças.. Modificações constantes de sentimentos...
E um grande e único ideal. A felicidade.

Constantes são os pólos de humor em mim..
Uma força gigante me faz contradizer diversas vezes...
E não porque quero..

Os mais puros e sinceros sentimentos que me apetecem são guardados...
E guardo-os a sete chaves.. E sinto que posso demonstrá-los apenas quando escrevo.
É a forma que me sinto 'livre'.. É quando sei que não serei de forma alguma repreendida.
É quando sinto-me tranquila para demonstrar as mais variadas emoções.

Eu queria saber dizer tudo isso também.
Mas o fato de me expôr me assusta.
Não que meus versos não sejam lidos...
Porém aqui tudo é mais fácil. Tudo é tão simples..
Ou ao menos me parece..

Eu sinto... E sinto com todas as minhas forças...
Eu amo... E amo de verdade...
Eu quero.. Quero muito mesmo, um dia poder falar tdo o que sinto..
E quero que possas sempre saber.. Jamais duvidar...

Do mEu vErdAdEiRo AmOr!!


(Ando muito apaixonada ultimamente neh?) Hahsuhaushuahsuahsuah

sábado, 18 de outubro de 2008

NÃO AGUENTO MAAAAIS!!!

♫Meus beijos sem os seus não dariam.. Os dias chegariam sem paixão♫

Eu não consigo mais... Por mais que eu tente, a cada dia é mais difícil.
Espero mesmo que me entenda.. Eu realmente não aguento...
É mais forte do que eu..
Não que eu queira.. Mas eu não posso aguentar... Eu não posso mais!!!

Eu achei que seria mais fácil. Eu queria mesmo que fosse.. Mas não é. E já disse, não posso mais.
E o que posso fazer para isso mudar?
Eu simplesmente não quero que mude! oO'
Eu não posso mais. Não aguento mais!

E nem tente me ajudar...
Ninguém pode tirar isso de mim.
E eu nem tento fugir dessa situação. Sei que não posso mais.
E também nem quero... Eu não aguento...



Não aguento mais viver longe de vocÊ!
Te amO amoor!!!
;*

sábado, 11 de outubro de 2008

Ahh o amor...

Nos teus olhos descobri o verdadeiro sentido de ser o que sou.
De querer ser sempre mais para vê-los novamente.
A cada dia quero mais..
Seus olhos são como riachos de águas calmas e cristalinas...
Onde me afogo a cada olhar deslumbrado com um mundo antes nunca visto.
Um olhar de criança quando ganha um novo presente.. Quando descobre um novo sentido pra vida.
Um sonho, do qual jamais pretendo acordar.
Uma ilusão que me prende... E me prende pela força desse doce olhar.
Doce como o gosto de seus lábios.. Como o caloroso abraço ainda tímido...
E quero voltar a ver esses olhos, assim como beijar teus lábios e abraçar teu corpo junto ao meu num misto de desejo e paixão.
Hoje, esse amor que antes me sufocava, é o que me faz querer acordar todos os dias e sentí-lo outra vez.
E quero muito mais... Cada vez mais...

s2

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Morte Branda

A frieza que me compõe
Não faz parte de mim.
Simplesmente me acompanha...
Não desejo ser assim, pois pareço não gostar.

O amor que sinto é muito
Não consigo descrevê-lo...
Nem tão pouco demonstrá-lo
Pois sou fria como gelo. Sou dura como pedra.
Mas meu amor não... Esse é infinito, e sereno como o mais doce dos algodões.

Me perco na vontade de mostrar o mais secreto dos sentimentos.
Me encontro no mais puro desejo...
E volto a me perder na frieza da distância.

Sinto saudades...
Mas não posso querer... Não porque realmente não quero.
Simplesmente porque não posso.
E se não posso é porque não quero. Não.
É deveras por não poder.

[Autor Desconhecido] ;P

Afinal, o que estamos esperando? Quanto tempo ainda nos resta até que tomemos, de fato, um rumo? Falta largar tudo pra viver uma vida sem ...