quinta-feira, 21 de maio de 2015

Vamos comemorar o fim dos tempos.
O recomeço do nada
Vamos comemorar os camelos no céu e as flores amarelas.
Comemorar o que nem se tem e o que não se pode ver.
Vamos comemorar o desespero e a saudade
A angústia do não saber
E comemorar o ano que há de vir ou já acabou.
Enquanto nos fazemos de lúcidos e perdemo-nos na insanidade.
Comemoramos o dia que sequer nos pertence.
E pensamos. E pesamos.
Chegamos à conclusão de que nada somos além de nada.
Parabéns pra nós, parabéns pra você.
Parabéns pra esse mundo que se encarrega de levar a ventania como um sopro
Pra qualquer lugar, pra qualquer lugar.
Me perdoa. E por mais que te doa... Me perdoa.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Afinal, o que estamos esperando? Quanto tempo ainda nos resta até que tomemos, de fato, um rumo? Falta largar tudo pra viver uma vida sem ...