sexta-feira, 17 de junho de 2016

Chove lá fora e dentro de mim calafria
Vento que sopra de todos os lados
Nuvens que cobrem a serenidade de um dia qualquer.
Chove e chove
Parece que nunca vai clarear.
Que o sol ficará escondido por não querer, simplesmente, não querer sair.
Chove lá fora e aqui dentro silencia
O estrondo que a chuva faz, faz por nós dois.
Não é preciso e nem possível contrariar o tempo
Nem os pingos que caem e caem.
Enquanto segue chovendo.

Me embala em teus versos, Poesia minha vida. Melodia minh'alma.