segunda-feira, 26 de junho de 2017

Quero alguém pra segurar minha mão
Não os meus medos, nem minha dor,
Alguém que me agarre firme à mão.
Que me segure no mais puro sentimento
Que me permita
Que se permita.
Quero alguém livre de insegurança,
Isso me basta.
Alguém que voe mais alto e me leve
Num pensamento, numa conversa
Numa viagem, louca, sem rumo.
Quero um colo gostoso,
Que não me exija nada em troca,
Além do meu colo também.
Quero um bom filme, sem pipoca.
Um jantar sem velas,
Sem flores.
Quero um bom vinho,
Música boa de fundo,
Troca de olhares em primeiro plano.
Quero mais dias de sol,
De violão, mesmo que sem acordes.
Quero acordar ao seu lado.
Te ver dormir,
Dividir seus mais variados sonhos.
Multiplicar seu riso
Sua imagem em meu pensamento.
Quero.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Desculpe, seguirei te amando.

Te daria minha melhor desculpa nesse momento,
Mas seguirei te amando.
Te daria a chance de se arrepender, de voltar atrás, de desistir,
Mas seguirei aqui, esperando por sua volta.
Eu cantaria mais uma dúzia de canções, desafinada,
Pra te ver sorrir, em meio às lágrimas de saudade.
Juntaria cada um dos cacos, que eu mesma causei em teu peito
Pra que me perdoasse pela inconsequência.
Eu juro que seria diferente,
E ao mesmo tempo seria exatamente igual.
Jamais mudaria uma vírgula da nossa insanidade.
Que não teve começo,
Mas que, provavelmente, chegou ao final.
Sorry.

terça-feira, 20 de junho de 2017

A saudade é como um céu azul pintado de nuvem cinza.
É tipo o passarinho, que na verdade é coração voando de um peito ao outro, de galho em galho, sem ter morada, mas com casa certa pra sempre voltar.
É te ver e não poder fazer nada, além de olhar.
É sentir uma dor infinita que parece nunca ter fim.
É colher flores pra deixar morrer.
Subir escadas que não te levam a lugar nenhum.
Ser expert na arte de amar só.
Dói sentir saudade,
Mais que isso, não poder matá-la.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Sonhei

Sonhei com você,
Acordei com saudade do seu abraço
Do toque
E até do beijo que nunca dei.
Pude sentir tua presença,
Quase que de verdade.
Chegou no meio da chuva,
Sem convite, como deveria ser,
E ficou, pra nunca mais ir embora.
Quem dera não fosse sonho,
Quem dera realizar.
Mas penso que nem no melhor dos pesadelos
Nossa história terá final feliz.
Aliás, talvez, nem começará.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Nua

Vou me despir em poemas
Mostrarei o meu ser, como um todo
Minha pureza e minha maldade.
Serei inteira, de dentro pra fora
E de fora, o que se vê, nem sempre é o que parece.



terça-feira, 13 de junho de 2017

Levei um tiro no peito
Daqueles que mata na hora
Sem dor, sem sentir.
Um tiro que veio do fundo dos seus olhos
De dentro da sua alma
Uma pedrada na cabeça
Que me deixou tonta
Que me fez acordar,
Que me pôs a sonhar novamente.



Viajamos primaveras
Descobrimos horizontes
Conhecemos novos rumos
Amores e desamores.
Dissabores que a vida trouxe
Lições que nos machucaram
Que nos ensinaram a seguir adiante.

Quero alguém pra segurar minha mão Não os meus medos, nem minha dor, Alguém que me agarre firme à mão. Que me segure no mais puro sentime...