terça-feira, 25 de julho de 2017

Eu não queria te beijar.
Beijei.
E, naquele instante, não quis mais sair dali.
Da tua boca,
Do teu abraço,
Do chamego, das carícias e do amasso.
Que teu corpo faz sobre o meu corpo.
E que meus pensamentos já realizam,
Antes mesmo de acontecer.
Sinto falta até do que nem vivemos.
Estranha necessidade de ter você por perto.
Desperto do sonho, pois você nem existe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Teus olhos são balas perdidas Que sempre encontram os meus.