terça-feira, 11 de julho de 2017

juventude.

Mal sabia você
Da minha armadilha
Enquanto traçava seu plano
Que na verdade foi falho
Puro engano
Achar que ia me envolver.
Pensar que eu ia querer
Entrar nessa teia
Desavisada,
Sem ganhar nada
Além de superficiais arranhões.
Eu tava era à sua frente
Com todo o jogo criado
Com as peças a meu favor
Com a vitória garantida.
Desprevenida,
Sua juventude já me visitou
Há tempos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Enquanto lá fora chovia Eu sentia teu cheiro, Não mais que tua falta, Em meu travesseiro. Sentia teu corpo, Na noite passada, eu ...