quarta-feira, 26 de julho de 2017

Queria virar poeta
De versos elaborados
De livros, publicados.
Queria ser mais que sou.
E queria ser menos,
Bem menos poeta
Talvez, menos sofredor.
Queria cantar meu canto,
Do pranto que me consome.
Tal qual passarinho só
Que voa sem rumo e casa.
Que ao bater de suas asas
Deixa mais longe seu amor.

Um comentário:

  1. Um dos mais lindos que já li aqui *-*

    E quem sabe se um dia não terá seus versos publicados, né? ;)

    Beijossssss ♥

    ResponderExcluir

Enquanto lá fora chovia Eu sentia teu cheiro, Não mais que tua falta, Em meu travesseiro. Sentia teu corpo, Na noite passada, eu ...